SAC Atendimento 0800 772 7080

Nossa História


Fundada em 2001, fruto da joint-venture entre a brasileira Agroceres e a equatoriana Inaexpo, a Inaceres surgiu com o propósito de introduzir no Brasil o conceito de cadeia produtiva do palmito cultivado, a fim de atender as expectativas do consumidor mais consciente e exigente, interessado em adquirir um produto ambientalmente correto, seguro e de alta qualidade.

Ainda em 2001, para atender a estas exigências do consumidor e ao mesmo tempo cumprir com a sua política de atuação sustentável, a Inaceres adquiriu no sul da Bahia a Fazenda Pancada Formosa, onde desenvolve o cultivo do palmito pupunha. Essa região abrange as melhores condições climáticas do Brasil para o cultivo do palmito de alta qualidade.

Em 2002, a Inaceres inicia seu Sistema de Integração com apenas quatro produtores integrados. Hoje, após 7 anos, a empresa já registra parceria com mais de 120 produtores da região.

Em 2004, a INACERES adquire a divisão de palmito da UNACAU – tradicional companhia baiana e uma das principais produtoras de palmito cultivado do país. Fundada em 1978, a UNACAU atuava no segmento de cacau, café e palmito.

A compra envolveu as plantações de palmito cultivado, localizadas no município de Una, no sul da Bahia e o portifólio de marcas da UNACAU, com destaque para as marcas Golden Palm e Palmad’oro já amplamente conhecidas no mercado nacional e presentes nas principais redes de supermercado do país.
Com essa aquisição, a Inaceres passou a ser a empresa alimentícia líder na produção e comercialização de palmito cultivado de alta qualidade no Brasil.

Em 2005, a INACERES adquire a marca GINI, entrando assim no segmento de produtos Premium da categoria. Com 35 anos de mercado, a marca GINI é sinônimo de qualidade para os consumidores de palmito, além de top of mind no mercado São Paulo.

Em 2007, a INACERES compra mais uma fazenda no município de Olivença – BA, visando aumentar sua produção de palmitos.

Em 2009, a INACERES conquista a certificação em HACCP (appcc – analise de perigos e pontos críticos de controle) proporcionando aos consumidores a certeza de que os alimentos da Inaceres possuem origem controlada, rastreabilidade, procedimentos críticos e de segurança, com total controle dos processos registrados

Em 2010, a INACERES adquiriu mais uma fazenda, mantendo a estratégia de crescimento de oferta de palmitos.

Em 2012, a Agroceres adquire os 50% da INACERES que pertencia ao grupo equatoriano Inaexpo, tornando-se uma empresa 100% nacional e líder no mercado brasileiro de produção e comercialização de palmitos cultivados de pupunha.